Império Serviços de Cobrança - Empresa de Cobrança especializada em Recuperação de Créditos | Empresa de Cobrança especializada em Recuperação de Créditos

SP

(11) 4432-2894

Outros Contatos:

SP(11) 4432-2894

GO(62) 4053-9013

SP(11) 98458-2542

SP(11) 4063-6933

RJ(21) 4062-7555

RS(53) 4062-9080

SC(47) 4052-9472

Solicite seu Orçamento Clique aqui

Em março se da a 1ª alta mensal da inadimplência do consumidor.

A inadimplência do consumidor cresceu 3,6% em março na comparação com fevereiro, na primeira alta mensal de 2013, informou nesta segunda-feira (15) a empresa de análise de crédito Serasa Experian.

Na comparação com março de 2012, houve alta de 8,7% e no primeiro trimestre, crescimento de 10,5% na inadimplência, segundo a empresa, diz a Reuters. A alta de 10,5% verificada no 1º trimestre de 2013, ainda que expressiva, é a menor para o período desde 2011, diz a Serasa Em fevereiro, a relação anual havia registrado alta de 10,1% no período, destaca a Serasa.

“A evolução da inadimplência do consumidor nas dívidas não bancárias e cheques devolvidos por falta de fundos contribuíram para a alta do indicador”, avaliam os economistas da Serasa, em nota. “A sazonalidade também influenciou no crescimento do índice em março por um ser um período crítico para as finanças domésticas, como o pagamento do IPVA e as despesas escolares, além de considerar o impacto da inflação, que reduz o poder aquisitivo da renda do trabalhador”, completam.

Todas as modalidades da inadimplência do consumidor apresentaram alta em março de 2013, diz a Serasa.

Os cheques sem fundos tiveram o maior crescimento de 26,4%, com contribuição de 2,1 pontos percentuais. As dívidas não bancárias (junto aos cartões de crédito, financeiras, lojas em geral e prestadoras de serviços como telefonia e fornecimento de energia elétrica, água etc.) cresceram 2,5% e contribuíram com 1,2 ponto percentual. As dívidas com os bancos e os títulos protestados tiveram alta de 0,2% e 17,8% e contribuição de 0,1 ponto e 0,2 ponto, respectivamente.

Valores
O valor médio da inadimplência não bancária apresentou queda de 14,6% no primeiro trimestre de 2013, na comparação com o mesmo período do ano anterior, para R$ 345,37.

Os títulos protestados, as dívidas com os bancos e os cheques sem fundos tiveram alta de 1,9% (para R$ 1.356,60), 3,3% (para R$ 1.329,17) e 10,1% (para R$ 1.573,29), respectivamente.

Fonte: G1

Copyright © 2021 Império Serviços de Cobrança. Todos os direitos reservados | Política de Privacidade | Mapa do Site

Agência FG - Uma Agência Full Service que Faz Acontecer! Agência FG - Uma Agência Full Service que Faz Acontecer!